segunda-feira, 10 de fevereiro de 2014

DESPERTA JOVEM, É HORA DE ACORDAR!

Boa noite povo, tudo certo?
Firmados na Rocha?

Sabemos que cada um de nós, jovens, vivemos momentos onde somos confrontados em diversas situações onde precisamos decidir entre realmente servir a Deus ou seguir os nossos próprios desejos. Isso ocorre em diversas situações que envolvem: paixões, amizades, vícios, pornografia/masturbação, falta de vontade de ter um tempo maior com Deus (orar, ler a Bíblia, jejuar e ir à igreja), estudos e etc... Paulo na primeira carta para Timóteo passa alguns ensinamentos importantes que podemos aplicar em nossas vidas:

“Ninguém despreze a tua mocidade; mas sê o exemplo dos fiéis, na palavra, no trato, no amor, no espírito, na fé, na pureza. Persiste em ler, exortar e ensinar, até que eu vá. Não desprezes o dom que há em ti, o qual te foi dado por profecia, com a imposição das mãos do presbitério. Medita estas coisas; ocupa-te nelas, para que o teu aproveitamento seja manifesto a todos. Tem cuidado de ti mesmo e da doutrina. Persevera nestas coisas; porque, fazendo isto, te salvarás, tanto a ti mesmo como aos que te ouvem." (1 Timóteo 4:12-16)



“Ninguém despreze a tua mocidade; mas sê o exemplo dos fiéis, na palavra, no trato, no amor, no espírito, na fé, na pureza.”:

Precisamos entender que a partir do momento que nós aceitamos a Jesus, INDEPENDENTE DA IDADE, nos tornamos responsáveis junto a Deus pela transformação de nossas atitudes e nos tornamos corresponsáveis, junto com os demais irmãos, na propagação do evangelho (Leia Marcos 16:15). E que devemos ser “exemplo dos fiéis”, ou seja, devemos agir e falar de tal forma que as pessoas ao olharem para nós percebam claramente que somos filhos de Deus:

- Na palavra: precisamos conhecer a Palavra de Deus, para estarmos firmados em Cristo, e não sermos enganados por doutrinas que distorcem a verdade contida na Bíblia, através das quais muitos são destruídos espiritualmente e abandonam a fé verdadeira.

“O meu povo foi destruído, porque lhe faltou o conhecimento; porque tu rejeitaste o conhecimento, também eu te rejeitarei, para que não sejas sacerdote diante de mim; e, visto que te esqueceste da lei do teu Deus, também eu me esquecerei de teus filhos.” (Oséias 4:6)

- No trato: não adianta conhecermos a Palavra se não aplicarmos os seus ensinamentos em nossas vidas, mudando a nossa maneira de agir com as situações e pessoas, para conhecer e receber o melhor de Deus para nós.

“Rogo-vos, pois, irmãos, pela compaixão de Deus, que apresenteis os vossos corpos em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional. E não sede conformados com este mundo, mas sede transformados pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus.” (Romanos 12:1-2)

- No amor: significa que o nosso amor deve ser verdadeiro e incondicional, não sendo apenas de palavra, mas demonstrado através das nossas atitudes. Pelo nosso cuidado uns com os outros, ajudando uns aos outros em suas dificuldades e necessidades.

“Quem, pois, tiver bens do mundo, e, vendo o seu irmão necessitado, lhe cerrar as suas entranhas, como estará nele o amor de Deus? Meus filhinhos, não amemos de palavra, nem de língua, mas por obra e em verdade.” (1 João 3:17-18)

“Nada façais por contenda ou por vanglória, mas por humildade; cada um considere os outros superiores a si mesmo. Não atente cada um para o que é propriamente seu, mas cada qual também para o que é dos outros.” (Filipenses 2:3-4)

- No espírito: é o grau de maturidade espiritual que norteia as nossas atitudes e nos leva a cumprirmos o nosso chamado em Deus. É alcançado através da busca diária da presença e do poder de Deus, onde reconhecemos que dependemos Dele completamente. Sem essa busca diária, não há vida com Deus.

“E buscar-me-eis, e me achareis, quando me buscardes com todo o vosso coração.” (Jeremias 29:13)

“Quando tu disseste: Buscai o meu rosto; o meu coração disse a ti: O teu rosto, Senhor, buscarei.” (Salmos 27:8)

Na fé: é entender que quando Deus promete ou nos guia em algo, provavelmente não veremos de imediato a possibilidade do seu cumprimento ou sucesso, mas deve crer que Ele nos dará o melhor, cumprindo a sua Palavra. Para crescermos na fé devemos buscar a Palavra de Deus revelada. John Bevere em seu livro A isca de Satánas (capitulo 7, pg. 90) escreveu:

“Algumas coisas que precisamos ouvir de Deus não podem ser encontradas na Bíblia. Por exemplo, com quem devemos nos casar? Onde devemos trabalhar? Em que igreja devemos congregar? E a lista continua. Precisamos ter a Palavra de Deus revelada para essas decisões também. Sem ela, as nossas decisões estarão fundamentadas em terreno instável.”

A Palavra revelada de Deus é a “pedra” que Jesus disse que edificaria sua igreja:

“E Simão Pedro, respondendo, disse: Tu és o Cristo, o Filho do Deus vivo. E Jesus, respondendo, disse-lhe: Bem-aventurado és tu, Simão Barjonas, porque to não revelou a carne e o sangue, mas meu Pai, que está nos céus. Pois também eu te digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela;” (Mateus 16:16-18)

Ela nada mais é do que quando ao meditarmos na Bíblia, ouvirmos estudos e pregações ou lemos um livro, algumas palavras ou frases chegam a nós com um novo significado, explodindo em nosso espírito, nos trazendo um novo entendimento espiritual e um direcionamento sobre a vontade de Deus para nós.

“A entrada das tuas palavras dá luz, dá entendimento aos símplices.” (Salmos 119:130)

“Mas faço-vos saber, irmãos, que o evangelho que por mim foi anunciado não é segundo os homens. Porque não o recebi, nem aprendi de homem algum, mas pela revelação de Jesus Cristo.” (Gálatas 1:11-12)

“Então disse Jesus aos doze: Quereis vós também retirar-vos? Respondeu-lhe, pois, Simão Pedro: Senhor, para quem iremos nós? Tu tens as palavras da vida eterna.” (João 6:67-68)

-Na pureza: Isso significa a partir do momento que nos entregamos a Deus, nós devemos abrir mão de paixões (jugo desigual – 2 Coríntios 6:14) e do sexo antes do casamento (Hebreus 13:4), ter apenas verdadeiros cristãos como nossos amigos mais próximos (aqueles que nós compartilhamos os nossos maiores segredos, vontades, dificuldades e etc...), pois o jugo desigual também se enquadra nisso. Devemos deixar vícios que nos afastam de Deus, como: bebidas alcoólicas (Efésios 5:18), drogas (Tito 2:11-12) , pornografia/masturbação (Mateus 5:28), determinados jogos (1 Coríntios 10:31) e etc. Abandonar completamente o pecado em busca da santificação.

“Segui a paz com todos, e a santificação, sem a qual ninguém verá o Senhor;” (Hebreus 12:14)

Paulo ao escrever aos gálatas é bem claro ao falar sobre as obras da carne e o fruto do Espírito:

“Porque as obras da carne são manifestas, as quais são: adultério, fornicação, impureza, lascívia, Idolatria, feitiçaria, inimizades, porfias, emulações, iras, pelejas, dissensões, heresias, Invejas, homicídios, bebedices, glutonarias, e coisas semelhantes a estas, acerca das quais vos declaro, como já antes vos disse, que os que cometem tais coisas não herdarão o reino de Deus. Mas o fruto do Espírito é: amor, gozo, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fé, mansidão, temperança. Contra estas coisas não há lei. E os que são de Cristo crucificaram a carne com as suas paixões e concupiscências. Se vivemos em Espírito, andemos também em Espírito.” (Gálatas 5:19-26)

“Persiste em ler, exortar e ensinar, até que eu vá.”:

Vamos entender cada um dos pontos:
- Persiste em ler: precisamos entender que devemos ler a Palavra de Deus, tendo como o principal objetivo analisarmos, através da Bíblia, as nossas vidas para abandonarmos o pecado.
“Com que purificará o jovem o seu caminho? Observando-o conforme a tua palavra. Com todo o meu coração te busquei; não me deixes desviar dos teus mandamentos. Escondi a tua palavra no meu coração, para eu não pecar contra ti.” (Salmos 119:9-11)

-Persiste em exortar e ensinar: ao contrário do que muitos pensam “exortar” não tem o sentido de “repreender”, mas sim de “aconselhar, animar e encorajar”. Então, podemos entender que o texto está dizendo que devemos, pela palavra de Deus, aconselhar e animar as pessoas a nossa volta, pois as nossas palavras são falhas, mas a Palavra de Deus é viva e transformadora. E tudo o que aprendemos de Deus devemos ensinar aos outros, para juntos crescermos no conhecimento da Verdade.

“Porque eu recebi do Senhor o que também vos ensinei:...” (1 Coríntios 11:23)

“Vedes aqui vos tenho ensinado estatutos e juízos, como me mandou o Senhor meu Deus; para que assim façais no meio da terra a qual ides a herdar.” (Deuteronômio 4:5)

“Não desprezes o dom que há em ti, o qual te foi dado por profecia, com a imposição das mãos do 
presbitério.”:

Dons são talentos que o Espírito Santo nos concede, não para o nosso próprio benefício, mas para uso em favor dos outros e para louvor a Deus. Eles são dados a nós principalmente para que vidas sejam salvas, e por isso todos nós seremos cobrados por Deus pelo que temos feito, ou não, com os dons a nós confiados.

“Como escaparemos nós, se não atentarmos para uma tão grande salvação, a qual, começando a ser anunciada pelo Senhor, foi-nos depois confirmada pelos que a ouviram; Testificando também Deus com eles, por sinais, e milagres, e várias maravilhas e dons do Espírito Santo, distribuídos por sua vontade?” (Hebreus 2:3-4)

“Cada um administre aos outros o dom como o recebeu, como bons despenseiros da multiforme graça de Deus.” (1 Pedro 4:10)

Paulo em 1 Coríntios 12:8-11 é bem claro quando fala sobre os dons do Espírito:

“Porque a um pelo Espírito é dada a palavra da sabedoria; e a outro, pelo mesmo Espírito, a palavra da ciência; E a outro, pelo mesmo Espírito, a fé; e a outro, pelo mesmo Espírito, os dons de curar; E a outro a operação de maravilhas; e a outro a profecia; e a outro o dom de discernir os espíritos; e a outro a variedade de línguas; e a outro a interpretação das línguas. Mas um só e o mesmo Espírito opera todas estas coisas, repartindo particularmente a cada um como quer.”

Para recebermos esses dons precisamos buscar a Deus com todo o nosso coração, tendo vida diária de oração e leitura da palavra de Deus, buscando nos transformar a cada dia em um processo de santificação.
É tempo de mudança, você está preparado?
É tempo de transformação, abandone o pecado.
#Romanos12:2





Um grande abraço, de seu companheiro de batalhas, 
Gabriel K.
@irmaozinho_ 

9 comentários:

  1. Gostei muito dessa página. Super edificante.
    Sou William Wallace, cristão evangélico.
    Queimados, RJ.
    Graça e paz a todos.

    ResponderExcluir
  2. Ame! Que Deus abençoe-o muito. Fica na paz!

    ResponderExcluir
  3. Ame! Que Deus abençoe-o muito. Fica na paz!

    ResponderExcluir
  4. e incrivel pessoas quererem interferir nas suas vontades e escolhas, ser cristao nao e pra todos. como pra mim por exemplo, sou um ex evangelico, acho q todos devemos respeitar a decisao dos outros, como a decisao de deixar a fe. eu nao vou deixar de me masturbar ver pornografia por causa de uns que falam q e pecado, tenho meufetiche sexual, sou adepto a flatofilia, morro de tesao quando uma mulher peida perto de mim. enfim esse e o meu relato.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E mesmo assim Deus continuara Te Amando....

      Excluir
  5. Amei�� Deus seja louvado!

    ResponderExcluir
  6. O meu irmão Ivan Almeida precisa nascer de novo,ou quando o senhor vier buscar a sua igreja ele fique na grande tribulação, que é mais uma chance que Deus dar para o arrependimento do homeens

    ResponderExcluir
  7. O meu irmão Ivan Almeida precisa nascer de novo,ou quando o senhor vier buscar a sua igreja ele fique na grande tribulação, que é mais uma chance que Deus dar para o arrependimento do homeens

    ResponderExcluir